Vegetarianismo (depende do ponto de vista)

Hey, amazings!

Tenho tido algum interesse pelo tema do vegetarianismo. Não que vá deixar de comer carne ou peixe, mas pelo facto de ter várias pessoas que me rodeiam que são adeptas. Fui pesquisar um pouco mais e resolvi entrar no site da Associação Vegetariana Portuguesa. A página foi abaixo pouco depois, devido à quantidade de utilizadores online.

O vegetarianismo é um estilo de alimentação de base vegetal, que exclui carne e peixe e que pode ou não incluir derivados de origem animal (e.g. leite, ovos, etc.). A alimentação vegetariana é baseada numa grande variedade de alimentos deliciosos e é uma porta aberta para a experiência de novas texturas e sabores. Inúmeros pratos étnicos são vegetarianos, e muitos pratos tradicionais podem ser adaptados ao vegetarianismo, (inclusive os pratos típicos portugueses). Existem várias sub-vertentes do vegetarianismo, sendo que um vegetariano poderá ser:

  • Ovo-lacto-vegetariano: consome lacticínios e ovos;
  • Lacto-vegetariano: consome lacticínios mas não ovos;
  • Ovo-vegetariano: consomem ovos mas não lacticínios;
  • Vegano: não consome ovos, lacticínios ou outros derivados de origem animal.
FONTE: ASSOCIAÇÃO VEGETARIANA PORTUGUESA

Deise Calado tem 20 anos e é da Marinha Grande. Mudou radicalmente no início do ano. Em Dezembro de 2017 ainda comia carne de aves, mas só aos fins de semana. Atualmente, já não consegue comer nenhum tipo de carne. Apesar de ainda comer peixe, dá preferência a saladas e sopas. Sente-se um pouco perdida porque ainda está muito no início e tem várias receitas para experimentar. Por este motivo, não se sente completamente vegetariana. Apesar de não colocar os doces de parte, tenta ser o mais saudável possível. Prefere não comer massas nem laticínios. Quando pode, compra leite de amêndoa e outros produtos mais apropriados ao seu estilo de vida. À parte da alimentação, nunca mais usou sacos de plásticos e tentou, inclusive, criar um champô à base de produtos naturais. Considera objeções ao seu estilo de vida os elevados custos de alguns alimentos, as refeições mais tradicionais em casa dos pais e as tentações da vida universitária.

Jennifer Vieira é da Madeira e tem 20 anos. Considera-se flexitariana. Este é um conceito pouco falado mas que ela já domina na perfeição. A junção de «vegetarianismo» e «flexível» consiste na possibilidade de comer carne e peixe esporadicamente. No entanto, o plano alimentar consiste em ter como base os vegetais e alimentos mais nutritivos. Jennifer tenta substituir tudo, mas confessa que ainda não conseguiu colocar de parte o seu adorado fiambre de aves ou até mesmo de porco, apesar das alternativas de soja existentes já no mercado. Gostaria que os materiais das embalagens dos produtos que utilizamos fossem mais amigos do ambiente. Considera Portugal um país com carência de meios no que toca a linhas de produtos apropriados a pessoas que seguem planos alimentares alternativos. Refere também os custos elevados desses mesmos produtos. Questionada por mim acerca de onde quer chegar, respondeu-me que pretende tornar-se vegan.

O vegetarianismo é algo tão especial e variado que, ao conhecer alguém que tenha o plano alimentar nestes termos, é incrível perceber como se pode conjugar e fazer escolhas tão diferentes naquilo que ingerimos. A Deise e a Jennifer são dois bons exemplos de quem está a tentar mudar. Estão bem encaminhadas, mas salientam que é um processo a longo prazo que nunca seria possível realizar da noite para o dia. Vamos torcer por elas 😀