Dormir numa pipa de vinho é possível

Provavelmente, é um grande apreciador de vinhos e sempre que tem um jantar ou evento especial opta por oferecer uma garrafinha de vinho e ainda aproveita para beber. Ora, a indústria do vinho já não se preocupa apenas na produção da bebida. Há todo um mundo para além das uvas pisadas que, em Portugal, é tão explorada. Fique a conhecer uma experiência incrível que pode usufruir a qualquer altura do ano e em perfeita comunhão com a natureza. Uma ótima ideia para fugir ao stress do trabalho e das cidades confusas e barulhentas.

Imagem: DR

A Quinta da Pacheca localiza-se em Lamego e assumiu este nome desde o século XVI, quando era propriedade de uma dama. Assim, a imponente senhora resolveu atribuir-lhe o seu apelido “Pacheco”, mas no feminino. O espaço mostra-se bem preservado e até se podem observar marcas graníticas trazidas ao mundo por Marquês de Pombal, nos tanques que se encontram logo na entrada da quinta.  Mas foi em 1903 que D. José Freire de Serpa Pimentel  começou a explorar a vinha da quinta. Assim, passou-se a utilizar os oito tanques de granito para produzir o vinho, onde ainda hoje se fazem o Vinho DOC e o Vinho do Porto. Uma quinta de sucesso que não se ficou apenas pela produção do vinho. Os negócios e a procura turística levaram a outras ideias inusitadas.

O azeite também é uma das apostas da Quinta da Pacheca, que pode aproveitar para regar alguns do deliciosos pratos que servem no The Wine House Restaurant. O menu que o espaço oferece é bastante variado e traz ao público a conhecida gastronomia portuguesa, em particular a cozinha do Douro. Carlos Pires é o chef de serviço, que recomenda a famosa sardinha com broa acompanhada por um vinho branco da casa, o Pacheca Terroir Branco 2017 Douro DOC.

O RESTAURANTE DA QUINTA DA PACHECA OFERECE MENUS BASTANTE DIVERSIFICADOS, SEMPRE ACOMPANHADOS POR UM BOM VINHO DA CASA

A quinta soube aproveitar bem o negócio e foi mais além. Os eventos são uma aposta frequente no espaço, assim como casamentos de sonho ou batizados. Sob marcação, poderá ficar hospedado no The Wine House Hotel, um incrível e acolhedor hotel, que pode chegar aos 792€ para um casal que deseje ficar por sete noites. No entanto, fique a saber que há outras opções e são essas que o vão deixar surpreendido. Uma ideia totalmente inovadora em Portugal – dormir numa pipa de vinho. A Quinta da Pacheca foi precursora neste conceito, que atrai milhares de pessoas.

A DORMIDA NAS PIPAS DE VINHO É A MAIOR ATRAÇÃO TURÍSTICA

PACHECA PORTO RUBY RESERVE/ 17€

Com paladar a fruta preta, o Pacheca Porto Ruby é um vinho de mistura de vários vinhos do Porto e, por isso, apresenta cor intensa. É um dos produtos vintage da quinta, pelo que tem uma idade média de quatro a cinco anos. Tem uma textura macia e suave, que termina com um final delicioso e persistente na boca de quem o saborear. O ideal é ser servido um pouco fresco, com uma tábua de queijos ou até com sobremesas de frutos vermelhos.

Imagem: Reprodução Instagram

Imagem: Reprodução Instagram

Imagem: Reprodução Instagram

Um ambiente propício à tranquilidade e perfeito para se imiscuir com a natureza de terras do Douro e Viseu. A zona verde é protagonista e perfeita para quem está farto do stress da cidade. Pelo que se pode aproveitar para beber um bom vinho da Quinta da Pacheca enquanto se aprecia a bela paisagem. A criação de suites em barris de vinho reforçou, efetivamente, a oferta do enoturismo. O cenário é completamente idílico e romântico, portanto uma ótima sugestão para realizar com a sua cara metade. Ou então aproveitar para reforçar os laços familiares e viver uma vida no campo tão caraterística da região Demarcada do Douro. Os preços para sete noites e duas semanas numa pipa de vinho são semelhantes aos do Hotel e a reserva pode ser feita online. Cerca de 792€ podem dar-lhe a maior experiência de todos os tempos. De facto, é uma experiência única em que poderá relaxar e aproveitar para não pensar em preocupações e responsabilidade. Por isso, também é um bom passeio para se fazer sozinho e tentar trabalhar a autoestima. A ligação à natureza é essencial, ainda para mais se for acompanhada de um bom copo de vinho.

Mais informações em:

www.quintadapacheca.com

Avatar

Licenciado em Artes e Humanidades pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Mestrando em Jornalismo na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Espera um dia ser jornalista/apresentador na televisão nacional.