Como poupar

Hey, amazings!

Penso que já vos tinha dito que sou muito poupadinho. Mas, agora, venho dar-vos algumas dicas que eu próprio sigo à risca. Por vezes, é preciso fazer sacrifícios. Ao fim de contas, no poupar é que está o ganho.

As pessoas gostam muito de falar da vida dos outros. Frases como “quanto é que ele ganhará?”, “como é que ele consegue pagar as propinas?”, “Não terá muitas despesas?”, etc. E estas frases foram muito meiguinhas. Às vezes, conseguem ser muito rudes. Houve pessoas que até já me perguntaram quanto dinheiro tenho na conta. Não mais do que aquilo que gostaria, certamente.

Mas o importante aqui é referir que são precisos muitos sacrifícios. Eu abri uma conta poupança há cerca de dois anos. Foi graças a essa conta que consegui juntar algum dinheiro para poder ir estudar para Lisboa. A vida lá é mais cara. Basta falar de alojamento e propinas. Já sacrifiquei muitas coisas. Não fui de férias para a praia. Piscina, raramente. Jantares, no máximo, uma vez por mês. Não compro coisas desnecessárias.

Esta minha maneira de ser revela-se desde pequeno. Lembro-me de quando me davam 10€. Guardava-os. Dali a dois ou três meses, talvez tivesse 100€ para comprar algo que realmente fosse importante. E isto é o que faço hoje em dia. Poupar para aplicar no futuro.

A melhor dica que vos posso dar é abrirem uma conta poupança. Às vezes, nem nos lembramos que temos lá o dinheiro. E vocês, são poupadinhos? 😉