A marca Três Bagos, da Lavradores de Feitoria, já havia feito chegar ao mercado a gama de vinhos generalistas. Assim como a Lavradores de Feitoria branco e rosé. Agora, os apreciadores de vinho já se podem deliciar com dois novos vinhos brancos da Três Bagos. Dizem os especialistas que um deles é mais nativo e outro que aprendeu a viver nas terras durienses.

Ambos bon vivants, o Três Bagos Reserva branco 2018 e o Três Bagos Sauvignon Blanc 2018 já podem ser adquiridos em qualquer região, de Norte a Sul do país. Os dois vinhos tratam-se por tu e não dispensam o aroma frutado nem um certo equilíbrio fresco na boca de quem se comprometer a prová-los. São perfeitos para um final de tarde, depois do trabalho, como convida a época de verão.

O Três Bagos branco é um vinho de lote, feito das castas brancas. Com algum tempo de estágio em barricas de carvalho francês, na ordem dos 20% durante cinco a seis meses, a equipa de enologia da Lavradores de Feitoria, desenhou um vinho com aromas frutados, mas com frescura e estrutura que lhe garantam um bom potencial de evolução. Um vinho que é complexo, saboroso e com acidez equilibrada. Na boca, apresenta um final longo e fino.

O Sauvignon Blanc tem origem numa casta eleita por ser autora de vinhos frescos e elegantes, perfil que a Lavradores de Feitoria elege. A tonalidade viva a limão impera neste branco, que é muito aromático, com manifesta presença de fruta tropical, a contrastar com fruta mais fresca, como o ananás e o melão, e com notas vegetais a lembrar espargos. Apresenta-se ao degustador com uma entrada fresca na boca. O final é longo e persistente.

Comente através do Facebook