Cool Things

Beber água da torneira tem vantagens, mas também traz desvantagens

Comprar uma simples garrafa de água tornou-se um ato comum, que está a matar o planeta. Por isso, beber água da torneira tens as suas vantagens… e desvantagens.

Kitchen, Tap, Sink, Blur, Faucet, Furniture, Home

Este ano, atingimos o uso de recursos naturais três dias mais cedo do que em 2018. São as ações humanas que explicam o sucedido e, consequentemente, pode dizer-se que vivemos o resto do ano a crédito. Os recursos naturais e, em especial a água, são os nossos bens mais preciosos. Para além de permitirem a vida, ainda garantem a sobrevivência das espécies.

Assim, é necessário preservar a água e o planeta. O facto de optar, no dia-a-dia, por beber água da torneia traz inúmeras vantagens para o bem-estar do planeta. Em primeiro lugar, é menos uma garrafa de plástico que é deitada fora e que, eventualmente, seria levada pelos ventos ou mares para o habitat de animais em vias de extinção, por exemplo. E, em segundo lugar, permite uma maior comodidade no que diz respeito a transportes. Não, esta não é uma referência à greve dos motoristas. Os garrafões de água que se compram no hipermercado são transportados nos habituais camiões e, nesse sentido, bebendo água da torneira, reduz a necessidade de existir transportes a poluir o ambiente enquanto circulam.

Em contrapartida, o facto de beber água da torneira pode trazer algumas desvantagens para o corpo humano. A água canalizada é tratada por especialistas, em ETARs, que para esse efeito recorrem a diferentes substâncias. Tais como o arsénio (considerado uma substância cancerígena), fluoreto (que leva à baixa da imunidade) ou os metais pesados (conhecidos por se acumularem no figado ou rins). Ainda assim, e apesar de se poder encontrar estas substâncias e até algumas bactérias na água canalizada, a mesma não vai envenenar ninguém e existem soluções para a filtrar.

A água da torneira é própria para consumo e pode salvar o planeta.

Comente através do Facebook
Rúben Henriques
Licenciado em Artes e Humanidades pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Mestrando em Jornalismo na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Espera um dia ser jornalista/apresentador na televisão nacional.

You may also like

Comments are closed.

More in Cool Things